Ginásio abandonado no bairro Nova Marília serve de abrigo para andarilhos e usuários de drogas

 

O ginásio de esportes “Francisco de Assis Nascimento”, no bairro Nova Marília (zona sul), está abandonado há pelo menos cinco anos e serve de abrigo para andarilhos e usuários de drogas. A situação incomoda moradores, que lamentam a falta de providências do Poder Público Municipal diante de um espaço que poderia estar sendo usado por eles para a prática de esportes e atividades culturais.

“Infelizmente, o ginásio está neste estado. Traz uma insegurança absurda para nós moradores. Aparece de tudo no local”, enfatizou o estudante Pedro Viveris.

Incêndios registrados no ginásio estragaram as instalações do espaço público, que já não conta mais com fiação e recebe grande concentração de pombos por causa do abandono.

Localizado na rua Sylvia Ribeiro de Carvalho, o ginásio de esportes foi construído em 2003, durante a gestão Abelardo Camarinha. Cerca de R$ 7 milhões foram investidos, à época, com recursos do Ministério da Educação, mais precisamente de resíduos do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação).

Além de quadra poliesportiva de concreto, o ginásio tem estrutura de concreto e cobertura. Quando inaugurado, o espaço tinha ainda vestiários masculino e feminino, palco para apresentações artísticas e outras acomodações para garantir o suporte administrativo à unidade.

“Jogava futsal no ginásio e era muito bacana. Me lembro que as escolas do bairro também utilizavam o espaço para atividades. É uma pena uma estrutura destas  estar abandonada”, salientou o auxiliar de escrita Guilherme Luís.

Mesmo estando todo depredado, o ginásio de esportes já esteve em situação ainda pior, uma vez que vinha servindo de depósito de móveis velhos. A Prefeitura então colocou cadeados nos portões. Em vão. O alambrado foi recortado por andarilhos e o portão lateral teve o cadeado estourado, ficando livre a passagem para quem quiser adentrar o espaço.

A reportagem do Jornal da Manhã flagrou casal de jovens fumando maconha dentro do ginásio, na tarde de ontem. Ao avistarem a nossa equipe, eles não se intimidaram e continuarem usando a droga normalmente.

Como ontem foi ponto facultativo, a assessoria de imprensa da Prefeitura não trabalhou, impossibilitando o JM de ouvir o lado da Administração no caso. O veículo de comunicação se coloca à disposição para esclarecimentos sobre o abandono do prédio público que pertence ao município.