MAC confirma “Guilhermes” e fica só com vaga de goleiro aberta

Zagueiro Guilherme Café, de 21 anos, chegou ontem ao clube e estava no Metropolitano-SC

As duas últimas vagas para jogadores de linha foram preenchidas no Marília Atlético Clube (MAC). Dois reforços foram apresentados essa semana, sendo que um deles chegou ontem. Trata-se do zagueiro Guilherme Café, de 21 anos, que foi rebaixado com o Metropolitano da elite do Catarinense. A outra contratação se apresentou na última segunda-feira (dia 3) e já fez até gol em jogo-treino no dia seguinte. O atacante Luís Guilherme, de 22, disputou o Paulista da Série A-2 pelo Votuporanguense.

O zagueiro Guilherme Café é nascido em Ribeirão Preto e jogou nas categorias de base do Batatais e do Botafogo-SP. No ano passado o jogador foi vice-campeão pelo Comercial do Campeonato Paulista da 4ª Divisão, entrando em campo em nove partidas, sendo cinco como titular, inclusive iniciando no primeiro jogo da final contra o Primavera, em Indaiatuba. O defensor fez um gol e no primeiro semestre desta temporada defendeu o Metropolitano-SC.

Já o atacante Luís Guilherme nasceu em Marília, jogou nas categorias de base do MAC em 2013 e foi aprovado em uma avaliação no Atlético-MG, onde ficou até 2016. Na temporada seguinte jogou pelo Monte Azul o Paulista da Série A-3 e nos dois últimos anos defendeu o Votuporanguense. Os dois reforços maqueanos não deverão ser inscritos a tempo para o jogo de amanhã (dia 7), às 20h, contra o lanterna Elosport/Capão Bonito, no estádio Bento de Abreu.

O lateral-direito Matheus Pivô, que chegou ao clube no mês passado, vindo do Grêmio Anápolis-GO deve ser inscrito até amanhã no BID da Federação Paulista de Futebol (FPF) e ficar à disposição do técnico Ricardo Costa. Com a chegada Guilherme Café e Luís Guilherme, resta apenas uma vaga para completar o elenco de 26 atletas do Marília e esse espaço será preenchido por um goleiro. A diretoria tem até o dia 27 para registrar a contratação e até o momento nenhum nome foi mencionado.

Mistério na escalação

Ontem à noite, aconteceu o treino coletivo com portões fechados no Abreuzão. Como de costume, o técnico Ricardo Costa não revelou o time titular e nem deu pistas sobre a escalação, mas a tendência é que o esquema com três zagueiros, que iniciou na derrota para o Itararé (2 a 1) seja desfeito. O provável é que o zagueiro Gutierrez saia para a volta de um atacante.

O nome mais cotado é de Richard Tank, que vinha sendo o titular nas duas rodadas anteriores, mas a entrada de Lucas Souza não está descartada. Ele é o artilheiro do time na competição com dois gols, ao lado de Lucas Lima e João Féres. Para a partida contra o Elosport dois jogadores estão pendurados com dois cartões amarelos: o goleiro Geílson e o atacante Erik Bessa.

O MAC é o vice-líder do ‘Grupo 4’ com 14 pontos – mesma pontuação do Assisense, que está à frente pelo saldo de gols (6 contra 4). Em caso de vitória, o time maqueano confirma a classificação matemática com duas rodadas de antecedência. Já o adversário desta sexta-feira, é o lanterna ainda sem pontuar e se não vencer estará matematicamente eliminado.