Atleta da Amei perde a final e fica com a prata no Azerbaijão

Judoca Alana Maldonado foi derrotada pela mexicana Lenia Ruvalcaba na categoria até 70 kg para deficientes visuais

Atleta da Associação Mariliense de Esportes Inclusivos (Amei), Alana Maldonado terminou com a medalha de prata no Grand Prix de Judô para Cegos, realizado ontem pela manhã, na cidade de Baku (Azerbaijão). Na final, a judoca foi derrotada por ‘ippon’ (nocaute) pela mexicana Lenia Fabiola Ruvalcaba Álvarez, na categoria até 70 quilos. No caminho até a decisão, ela venceu a grega Theodora Paschalidou e a uzbeque Vasila Aliboeva.

“Saio de Baku de cabeça erguida e com uma medalha de prata no peito. O ouro não veio por muito pouco, mas o que vale mesmo é ter mais uma grande experiência na bagagem. A temporada será bastante cheia, e o foco de agora é conseguir vaga nos Jogos Paralímpicos de Tóquio”, declarou a atleta nascida em Tupã.

Alana e a mexicana também fizeram a decisão da medalha de ouro nas Paralimpíadas do Rio de Janeiro em 2016, que também vencida pela adversária. Apesar de mais uma derrota para a desafiante, a judoca da Amei não considera Lenia Ruvalcaba sua principal rival. “Cada competição é uma competição e cada uma tem sua particularidade. Não a vejo como minha principal rival, não”, comentou.

A medalha de prata no Azerbaijão foi o terceiro pódio internacional de Alana Maldonado na temporada. Em março, ela foi campeã do Grand Prix Internacional e do Aberto da Alemanha.