Laboratório de patologia se destaca em diagnóstico e ensino

O laboratório de Patologia Animal do Hospital Veterinário da Unimar realiza diagnósticos de doenças infecciosas, câncer e zoonoses como Leishmaniose a partir de exame citológico e nódulos da pele. O laboratório atende casos de animais de pequeno e grande porte atendidos no hospital veterinário. A professora Camila Dias Porto, das disciplinas de anatomia patológica, medicina veterinária legal e h

O laboratório de Patologia Animal do Hospital Veterinário da Unimar realiza diagnósticos de doenças infecciosas, câncer e zoonoses como Leishmaniose a partir de exame citológico e nódulos da pele.
O laboratório atende casos  de animais de pequeno e grande porte atendidos no hospital veterinário. A professora Camila Dias Porto, das disciplinas de anatomia patológica, medicina veterinária legal e histologia veterinária, explica que o laboratório também realiza exames em animais mortos em razão de doenças ou em casos de suspeita de envenenamento.
Nos casos de necropsia o laudo realizado pelo laboratório contribui para o trabalho da Polícia, na apuração de eventual crime de envenenamento. Essa atuação está inserida na área de Medicina Veterinária Legal. Quando há suspeita de que o animal tenha sido envenenado, a Polícia orienta os tutores para que realizem o exame. “Fazemos o exame completo do cadáver do animal de pequeno ou grande porte ou mesmo selvagem para comprovação”, disse a professora.
A Medicina Veterinária Legal é uma especialidade da Medicina Veterinária desde 2008 e a disciplina já faz parte da grade do curso de medicina veterinária da Unimar. “A Unimar se destaca como uma das poucas universidades que oferecem essa disciplina. Os nossos alunos já saem com conhecimento nessa disciplina”.
Segundo a professora Camila Dias Porto, o curso de Medicina Veterinária da Unimar utiliza metodologias ativas, que incluem várias formas de aprendizado onde o aluno é o principal responsável dentro do processo. Antes das aulas os alunos recebem textos sobre o tema e devem buscar mais informações para que sejam apresentados e discutidos  na aula. “Eles trazem suas dúvidas e pontos de vista e nós somos os mediadores. É importante para treiná-los em pesquisa, instiga-los a ter senso crítico”, disse Camila Porto.
Para os alunos, as metodologias ativas são de grande importância no processo do aprendizado em todas as disciplinas. “Permite formarmos opinião, tratarmos sobre casos reais na aula e reformularmos os pontos de vista,” disse Ananda Martins Olegário, aluna do 5º ano.