Morador é flagrado descartando um caminhão de lixo

Uma cena lamentável foi flagrada no último sábado (16), no Jardim América, zona oeste de Marília. Em plena época de chuvas e com os índices da dengue aumentando, um homem descarregou um caminhão de lixo em um terreno baldio. As fotos foram feitas por um servidor municipal que não admitiu ver a cena e fez a denúncia. O fato ocorreu no último sábado por volta das 17h na rua Alexandre Guizardi, no Ja

Uma cena lamentável foi flagrada no último sábado (16), no Jardim América, zona oeste de Marília. Em plena época de chuvas e com os índices da dengue aumentando, um homem descarregou um caminhão de lixo em um terreno baldio. As fotos foram feitas por um servidor municipal que não admitiu ver a cena e fez a denúncia. O fato ocorreu no último sábado por volta das 17h na rua Alexandre Guizardi, no Jardim América. “Estava passando pelo local e vi um homem descarregando um caminhão lotado de entulho, galhos e móveis velhos no terreno baldio. Não aguentei e fui falar com o homem, porém ele foi sem educação e continuou a ação”, disse o servidor, que não quis se identificar.
Depois de discutir com o servidor e terminar de jogar o lixo no terreno ele saiu do local. As fotos que foram tiradas pelo servidor não mostram a placa do veículo, mas o setor de fiscalização fará uma investigação pelo local, inclusive conversando com os moradores para que o condutor seja identificado e multado. “É um absurdo uma situação dessas. Nós trabalhamos todos os dias para deixar a nossa cidade limpa e vem um cidadão e toma uma atitude dessas. É inadmissível, vamos punir quem fizer isso. Vamos precisar da ajuda de todos, denunciando como o servidor fez”, disse Vanderlei Dolce, secretário municipal do Meio Ambiente e de Limpeza Pública.
De acordo com a lei, a multa para quem joga lixo e entulhos em terrenos baldios é de R$ 561,33 – a mesma é garantida através da Lei Complementar 13/92 de 13 de janeiro de 1992. Qualquer denúncia pode ser feita através do telefone da Polícia Militar 190 ou na Prefeitura de Marília pelo fone 14-3402-6000, no setor de Fiscalização de Posturas.