Ex-diretor do MAC assume função em adversário da 1ª fase

Depois de dois anos no Marília, Rodrigo Ortega está no Assisense

 

Nos dois primeiros anos de mandato do presidente Antônio Carlos Sojinha (2016/2017) no Marília Atlético Clube (MAC), Rodrigo Ortega esteve no cargo de diretor de futebol. Porém, depois que o mandatário maqueano nomeou o secretário de esportes Eduardo Nascimento como novo gestor do departamento de futebol (dia 21 de janeiro), o dirigente deixou o Alviceleste para desempenhar a mesma função no Assisense, um dos adversários do Tigre na 1ª fase do Campeonato Paulista da 4ª Divisão (Sub-23).

O mariliense Rodrigo Ortega, de 39 anos, está há quase dois meses no clube de Assis e diz que a experiência no MAC pode ajudar a realizar um bom trabalho na nova equipe. “Tive muitos momentos bons e ruins nesse período em que estive no Marília e todos eles me fizeram amadurecer. Essa experiência me fez adquirir novos contatos com jogadores, empresários e clubes. Isso está sendo muito útil para que eu colabore na montagem do elenco”, destacou.

O diretor de futebol do Assisense reconheceu que a estrutura em comparação ao MAC é menor. “Não só a estrutura, mas a tradição e o nível de exigência são diferentes. Contudo, estamos bem organizados para fazer uma ‘Bezinha’ competitiva. Difícil falar se conquistaremos o acesso. Todo mundo entra na competição para vencer, mas sabemos do favoritismo de outras agremiações que possuem um investimento maior. Queremos fazer um bom trabalho”, afirmou.

Rodrigo Ortega comentou que a pré-temporada teve início no dia 5 de fevereiro. O técnico é Paulo Cezar dos Santos, conhecido como PC. “É um treinador que já subiu o Taubaté e que comandou o Vocem (rival da cidade) em duas temporadas (2016 e 2017), tendo chegado até as quartas de final em uma edição. É um profissional bem requisitado na competição e tivemos a felicidade em traze-lo”.

O dirigente do Assisense destacou que o elenco conta com cerca de 18 atletas acertados e que outros estão em avaliação, inclusive três ex-maqueanos: o volante Matheus ‘Tchê Tchê’ e o atacante Mateus Lopes, que jogaram a Copinha em janeiro, além do lateral-esquerdo Vinícius Abreu, que fez parte do grupo maqueano no Campeonato Paulista Sub-20 de 2018. Quem também está em observação é o lateral-esquerdo Felipe, que defendeu o Babaçu-MA na Copa São Paulo e foi dispensado pelo MAC no mês passado. “Nenhum deles ainda está certo. É o treinador que vai decidir quem serve”, explicou Ortega.

Assisense e Marília estão no ‘Grupo 4’ da Bezinha com: Vocem/Assis, Santacruzense, Elosport/Capão Bonito e Itararé. O primeiro jogo entre os rivais da região vai acontecer em Assis, no dia 12 de maio (domingo), às 10h. No returno da 1ª fase o duelo ocorre no estádio Bento de Abreu, no dia 30 de junho (domingo), às 10h.