Lucas Lima vai vestir a camisa do MAC e se apresenta na segunda

Atacante (à dir.) rescindiu contrato com o Grêmio Anápolis-GO no último dia 21

Lucas Lima vai vestir a camisa do Marília Atlético Clube (MAC) no Campeonato Paulista da 4ª Divisão (Sub-23). Porém, o reforço não é o meia mariliense que joga pelo Palmeiras. Trata-se do atacante homônimo (mesmo nome) de 22 anos, que na  “Bezinha” de 2018 (apelido da última divisão) foi o 4º artilheiro geral, marcando dez gols pelo São José EC. O novo ‘camisa 9’ do Alviceleste irá se apresentar na próxima segunda-feira (dia 11).

Lucas de Lima Máximo, de 1,89 metros de altura, estava no Grêmio Anápolis (1ª Divisão do Goiano), mas rescindiu seu contrato no último dia 21. O centroavante atuou nas seis primeiras rodadas do estadual, entretanto não anotou nenhum gol. No ano passado, ele foi comandado pelo técnico Ricardo Costa no São José e em entrevista à reportagem JM, disse que trabalhar novamente com o treinador ‘pesou’ em sua decisão de defender o Marília.

“Fui procurado pelo presidente da Francana, mas gosto muito do Ricardo e além disso o MAC é um clube de muita tradição e de grande torcida. Sei da responsabilidade que tenho e espero ajudar o clube em seu objetivo com muitos gols”, revelou Lucas Lima, que está atualmente em Guaratinguetá.

O atacante lembrou que na Bezinha do ano passado havia prometido ao técnico Ricardo Costa que marcaria pelo menos dez gols, mas no Marília não quis estabelecer uma marca. “Quero fazer mais que em 2018, mas não vou estipular um número. O que eu posso prometer é muito trabalho e vontade para buscar o acesso”. O São José foi eliminado na semifinal da 4ª Divisão pelo Comercial.

Em 2018, Lucas Lima também defendeu o Manthiqueira (Guaratinguetá) no Paulista da Série A-3 e marcou seis gols. O clube foi rebaixado, assim como o Marília, e no duelo entre ambos pela 3ª rodada (dia 24 de janeiro), no estádio Bento de Abreu, ele foi titular na fatídica derrota maqueana por 1 a 0, com gol do meia Pedrinho.

Começo no futsal

Natural de Taubaté, Lucas Lima não jogou em nenhum clube profissional de base, mas atuou por três anos no time de futsal de sua cidade e em 2017 foi chamado para defender o Manthiqueira na Bezinha. “Na época eu jogava também o futebol amador e era artilheiro de quase todo campeonato e foi então que o Manthiqueira me chamou”, lembrou. Pelo clube de Guaratinguetá, o atacante foi campeão da 4ª Divisão de 2017, vencendo na final o EC São Bernardo, do técnico Ricardo Costa.

Lucas Lima não sabia que o meia do Palmeiras, que tem o mesmo nome, é natural de Marília. “Nossa, que coincidência. Mesmo nome, mas estilos bem diferentes. Ele é meia armador e eu sou centroavante”, comparou. No entanto o mariliense do Verdão nunca vestiu a camisa do MAC.

Reapresentação

Hoje às 15h30, acontece a reapresentação do elenco do Marília, no Abreuzão, após a folga de Carnaval, que durou cinco dias. Na última sexta-feira, o grupo estava com 29 atletas, sendo que apenas cinco tinham pré-contrato assinado: zagueiro Citta Junior (Taquaritinga), o lateral-direito Giovani (Independente), o volante Matheus Chiclete (Penapolense), o meia Wélder (Taquaritinga) e o atacante Lucas Souza (Inter de Bebedouro).

O lateral-esquerdo Uéslei Ratinho (Primavera) já foi anunciado, mas só se apresenta na próxima terça-feira (dia 12). O plantel maqueano conta também com 16 jogadores da base, sendo nove que disputaram a Copa São Paulo Junior: goleiro Braga, zagueiros Gustavo e Gidélson; lateral-esquerdo Mauro Silva; volantes Danilo e Vinícius; meia Eduardo; e atacantes Lucão e Luan. Pelo regulamento da “Bezinha” (apelido da última divisão), esses atletas não ocuparão nenhuma das 26 inscrições permitidas e fazem parte da ‘Lista B’, que é ilimitada, mas que em cada jogo poderá ser relacionado apenas cinco deles.

Os outros sete da base maqueana disputaram o Paulista Sub-20 de 2018 e vão precisar brigar por espaço na lista principal de 26 nomes. São eles: o goleiro Ian, os zagueiros Zé Roberto e Rafael Garutti; os meias Diego Borges e Vitinho; e os atacantes Dener e Igor. Há no elenco cinco jogadores que estão sendo avaliados pelo técnico Ricardo Costa, sendo que o principal nome para permanecer é o goleiro Bruno Resende, de 22 anos, que foi reserva na conquista do título da Bezinha de 2018 pelo Primavera. Também está em observação o meia Esquerdinha, de 19 anos, que defendeu o Babaçu-MA na Copa São Paulo Junior, com sede realizada em Marília.

A estreia do MAC na 4ª Divisão acontece somente no dia 14 de abril, diante do Vocem, em Assis. O time está no ‘Grupo 4’ da Bezinha com cinco adversários: Assisense, Vocem, Santacruzense, Itararé e Elosport/Capão Bonito. Todos vão jogar entre si em dois turnos e os quatro primeiros colocados avançam.