Prefeito é um dos 6 novos membros do Conselho Deliberativo

Presidente da Emdurb (Valdeci Fogaça) e procurador geral do município (Alysson Alex Souza) também foram empossados ontem

 

Como era esperado, o prefeito Daniel Alonso foi empossado como um dos seis novos membros titulares do Conselho Deliberativo do Marília Atlético Clube (MAC), na reunião realizada ontem pela manhã, na secretaria do estádio Bento de Abreu. Das outras cinco ‘cadeiras’ vagas, quatro foram ocupadas por integrantes da atual administração municipal: Alysson Alex Souza e Silva (procurador geral), Márcio Augusto Spósito (chefe de gabinete), Valdeci Fogaça de Oliveira (presidente da Emdurb) e Eduardo Nascimento (secretário de esportes).

O ‘sexto elemento’ é o advogado Alexandre Sala. Dos empossados ontem, apenas Daniel Alonso não compareceu, mas enviou a carta de pretensão. Poderiam concorrer aos seis cargos, os 15 ‘sócios contribuintes’ aprovados na reunião do dia 2 de fevereiro. Entretanto, somente os seis nomes acima se candidataram e por isso não houve a necessidade da realização de uma eleição. Todos os nomes foram aceitos pelo Conselho Deliberativo.

A entrada de um prefeito no conselho maqueano é um fato raro na história do clube. O que se sabe é que Mário Bulgareli também foi um dos membros no começo desta década. “Posso afirmar que o Daniel teve um ato de coragem e amor ao clube, porque enquanto muitos prefeitos anteriores se omitiram, ele está dando a cara a tapa, querendo ajudar o MAC de alguma maneira”, comentou Eduardo Nascimento, nomeado diretor geral de futebol do Marília no mês passado.

Com a entrada de seis novos membros titulares, o Conselho Deliberativo passa a ter 21 integrantes. Pelo atual estatuto pode haver no máximo 31 conselheiros, mas dez cadeiras precisam necessariamente ser ocupadas por 10 ‘sócios vitalícios’ e no momento não há ninguém nesta categoria, todos atualmente são ‘contribuintes’ – pagam a taxa anual de R$ 600,00 (pode ser dividida em 12 meses). Também há dez vagas de suplentes, mas na reunião de ontem não foi cogitado o preenchimento. O mandato do Conselho se encerra em dezembro de 2020.

Dos 15, 5 não apareceram

Dos 15 conselheiros que poderiam estar presentes na eleição para a escolha de seis novos membros e aprovação da primeira parte do novo estatuto, neste ‘Sábado de Carnaval’, apenas cinco não compareceram: Edson Rodrigues (anestesista), Eduardo Pereira Tassinari (empresário), Roberto Acácio de Oliveiros (empresário), Valter Cavina (empresário) e Vinícius Rezende (advogado).

Ontem também foi apresentado o nome de duas pessoas que querem entrar no quadro de sócio contribuinte do clube, já que desde o mês passado, o presidente do Conselho, Cristiano Gonçalves, abriu a possibilidade para qualquer pessoa preencher o formulário na secretaria do Abreuzão. Um dos interessados é o atual presidente da torcida organizada Mancha Azul, Bruno de Souza, o “Brunão”. O outro é o instrutor de trânsito, Diego Aparecido Tenório dos Santos.

Pelo estatuto, os nomes precisam da aprovação de pelo menos dois sócios e segundo Crisão, esses interessados serão aprovados na próxima reunião, que acontecerá no dia 12 de abril. “As vagas continuam abertas para quem quiser participar. Não há limite no quadro associativo. É só ir à secretaria, preencher o formulário e esperar pela aprovação. Os novos sócios possivelmente poderão participar da próxima eleição para o Conselho Deliberativo em 2020”, destacou. 

Os 21 conselheiros até dezembro de 2020: 

Alexandre Sala (advogado)

Alysson Alex Souza (procurador geral)

Antônio Carlos Sojinha (presidente do clube)

Antônio Abdala, o “Ica” (vice-presidente do clube)

Archibaldo Eustáquio, o “Bado” (representante comercial)

Cláudio Pinho Goes (delegado aposentado)

Cristiano Gonçalves, o “Crisão” (presidente do Conselho)

Daniel Alonso (prefeito)

Edson Rodrigues (anestesista)

Eduardo Nascimento (secretário de esportes)

Eduardo Pereira Tassinari (empresário)

Gervásio Ferreira de Melo (comerciante)

Jair Cândido da Silva (vice-presidente do Conselho)

José Luís Todeschini (supervisor do clube)

Márcio Augusto Spósito (chefe de gabinete)

Paulo Roberto Amado (engenheiro civil)

Roberto Acácio de Oliveiros (empresário)

Valdeci Fogaça (presidente da Emdurb)

Valter Cavina (empresário)

Vinícius Rezende (advogado)

Wilson Jinno (dentista)