MAC inicia trabalho com 32 atletas, sendo a maioria para observação

Volante Citta Junior, de 23 anos, defendeu o rival Noroeste em 2018 e está perto de um acerto

O Marília Atlético Clube (MAC) deu ontem o pontapé inicial para a disputa do Campeonato Paulista da 4ª Divisão (Sub-23), que começa no dia 6 de abril. A pré-temporada teve a presença de 32 atletas, contudo boa parte deles será observado pelo técnico Ricardo Costa, que neste primeiro dia de trabalho apenas conversou com os atletas no estádio Bento de Abreu.

Hoje, a partir das 9h, no poliesportivo do Simonaio (zona Sul) começam os trabalhos físicos. “Essa primeira semana nós vamos avaliar os jogadores de base do clube e alguns que foram indicados por amigos, mas que já tenham uma carreira no futebol. A partir da próxima semana o trabalho já será mais voltado para a preparação para a Bezinha”, explicou o treinador.

Da base maqueana, nove jogadores que disputaram o Paulista Sub-20 de 2018 estiveram presentes: o goleiro Ian, o lateral-direito Caio Peres, os zagueiros Zé Roberto e Rafael Garutti; o volante Marcão, o meia Vitinho e os atacantes Dener e Igor. Outros seis atletas que defenderam o MAC na Copa São Paulo Junior do mês passado se apresentaram: o goleiro André, o zagueiro Gustavo, o lateral-direito Luiz Felipe, os esquerdos Maurício e Mauro Silva; e o atacante Lucão.

Esses que disputaram a Copinha se enquadram na ‘Lista B’ de inscritos, ou seja, não irão ocupar uma das 26 vagas de inscrição. Pelo regulamento da 4ª Divisão, jogadores que tiveram contrato pelo menos nos últimos seis meses, nascidos a partir de 1998 e que jogaram uma competição oficial de base da Federação Paulista de Futebol (FPF), podem ser inscritos livremente. Contudo, somente cinco podem ser incluídos na súmula de uma partida. “É importante termos esses atletas da ‘Lista B’, mas claro que não ficaremos com todos. A ideia é aproveitar até sete nessas condições, porque não adianta termos um grupo grande de jogadores”, frisou Ricardo Costa.

O meia Esquerdinha e o lateral-esquerdo Felipe, que foram destaques do Babaçu-MA na Copinha, também se apresentaram e serão observados pelo treinador. Entre os outros nomes que serão avaliados por Ricardo Costa, estão dois que participaram da última divisão estadual: o zagueiro Felipe, de 23 anos, ex-Guarujá e o goleiro Matheus, de 22, que estava no Jabaquara.

Reforços

Mesmo a maioria dos apresentados ser do processo de observação, o técnico disse que ainda essa semana podem chegar de três a quatro nomes que venham em definitivo. “Já temos algumas situações bem encaminhadas, mas não vamos revelar nomes, porque outras equipes também estão na disputa e enquanto o contrato não for assinado, o risco de perde-los é grande”, avisou.

Ontem, esteve no Abreuzão um possível nome certo: o volante Citta Junior, de 22 anos, que defendeu o Noroeste na Série A-3 e que jogou a 4ª Divisão pelo Taquaritinga, em 2018. Revelado pela Ponte Preta (2013 a 2015), o atleta também já defendeu a Ferroviária (2016). Outro nome na pauta é do atacante Lucas Souza, de 20 anos, artilheiro da Inter de Bebedouro no ano passado, com oito gols. Porém, o atleta ainda tem vínculo com o clube até o dia 25 de julho.

Grupo 4

O Marília está no ‘Grupo 4’ da Bezinha com cinco adversários: Assisense, Vocem, Santacruzense, Itararé e Elosport/Capão Bonito. Todos vão jogar entre si em dois turnos e os quatro primeiros colocados avançam. A estreia maqueana é no dia 14 de abril (domingo), às 10h, contra o Vocem, em Assis.