Com proposta de R$ 16 milhões, subsidiária da Ambev vai patrocinar carnaval de rua de São Paulo

Duas empresas participaram da concorrência que definiu o patrocinador do carnaval de rua de São Paulo. Uma subsidiária da Ambev, a "Arosuco Aromas e Sucos", apresentou uma proposta de R$ 16,1 milhões e foi a vencedora.

Duas empresas participaram da concorrência que definiu o patrocinador do carnaval de rua de São Paulo. Uma subsidiária da Ambev, a "Arosuco Aromas e Sucos", apresentou uma proposta de R$ 16,1 milhões e foi a vencedora.

Segundo a Ambev, a marca que será exibida no carnaval de rua de São Paulo será a da cerveja Skol, que já esteve na folia de 2018. O valor é maior do que no carnaval do ano passado, quando o patrocínio vencedor foi de R$ 15,5 milhões.

Os envelopes com os interessados foram abertos pela Prefeitura da capital paulista na última quarta-feira. Esta foi a segunda vez que foi feita a tentativa de conhecer a proposta de empresas interessadas em patrocinar a folia paulistana. Na primeira, em 22 de janeiro, nenhuma empresa se interessou.

No mês passado, a empresa vencedora teria de investir pelo menos R$ 19 milhões. O valor era 26,6% maior que os R$ 15 milhões definidos no edital do ano passado. Com a recusa das empresas em participar da disputa em janeiro, a Prefeitura decidiu baixar o valor do investimento para R$ 15 milhões.

O edital foi lançado no último dia 9 de janeiro, depois de uma primeira versão lançada em dezembro e suspensa em seguida para que fossem feitos ajustes. A previsão, atualmente, é que o carnaval de rua paulistano tenha 569 blocos inscritos para 633 desfiles.

De acordo com o edital, a empresa vencedora poderá se associar a até outras quatro empresas e ganhará o direito de expor a própria marca nos banheiros químicos, pórticos e nas camisetas dos foliões.