Diabéticos sofrem a falta de insulina

Os diabéticos que dependem do Estado para obter a insulina voltam a sofrer a falta da medicação. A Lantus não veio nesses últimos dois meses. A afirmação é da população que busca os remédios no DRS IX (Departamento Regional de Saúde de Marília). Os pacientes e familiares montaram um grupo de whatsapp para se manterem unidos e se ajudarem mutuamente, inclusive emprestando remédio um para o outro di

Os diabéticos que dependem do Estado para obter a insulina voltam a sofrer a falta da medicação. A Lantus não veio nesses últimos dois meses. A afirmação é da população que busca os remédios no DRS IX (Departamento Regional de Saúde de Marília).
Os pacientes e familiares montaram um grupo de whatsapp para se manterem unidos e se ajudarem mutuamente, inclusive emprestando remédio um para o outro diante das falhas na entrega pelo Estado. A falta da insulina Lantus é comum a todos que a utilizam, incluindo adultos e crianças.
As dificuldades em obter a insulina são frequentes. No ano passado o Jornal da Manhã divulgou quando a entrega ficou suspensa por mais de três meses. Já foram várias tentativas frustradas de conseguir a insulina e os pacientes ou familiares não têm recebido qualquer previsão para a chegada da medicação.
“Agora ninguém mais no grupo tem a Lantus para emprestar, a de todo mundo já acabou ou está no fim”, disse a mãe de um dos pacientes. O DRS é ligado à Secretaria de Estado da Saúde. Quem vai até o serviço e fica sabendo que a insulina não chegou, avisa os demais pacientes e familiares num grupo de whatsapp, evitando tantos deslocamentos em vão.
Muitos não conseguem suprir o déficit comprando a Lantus que custa em torno de R$ 50,00 cada ampola. O SUS disponibiliza por meio dos municípios as insulinas NPH e regular aos pacientes com diabetes. As insulinas especiais como a Lantus têm que ser obtidas junto ao DRS porque não fazem parte da lista de produtos definida pelo Ministério da Saúde para distribuição na rede pública (daí pertencerem à lista de alto custo do Estado).