Rosas de Ouro faz ensaio gratuito com homens de rosa e mulheres de azul

A escola de samba Rosas de Ouro, da Zona Norte de São Paulo, promoveu um ensaio com entrada gratuita na última quarta-feira (9) para homens que fossem vestidos de rosa e mulheres que fossem de azul. Os ingressos para os ensaios custam R$ 20. De acordo com a presidente Angelina Basílio, o objetivo é reforçar a identidade e a tradição da escola.

A escola de samba Rosas de Ouro, da Zona Norte de São Paulo, promoveu um ensaio com entrada gratuita na última quarta-feira (9) para homens que fossem vestidos de rosa e mulheres que fossem de azul. Os ingressos para os ensaios custam R$ 20. De acordo com a presidente Angelina Basílio, o objetivo é reforçar a identidade e a tradição da escola.

A fala da ministra dos Direitos Humanos Damares Alves sobre meninos vestirem azul e meninas rosa no último dia 3 pegou os integrantes da escola de samba paulistana Rosas de Ouro de surpresa. Isso porque uma ala inteira composta por homens vai desfilar no Sambódromo do Anhembi usando fantasias cor-de-rosa. Eles vão representar guerreiros assírios no desfile deste ano, que conta a história da Armênia.

"Alguns componentes ficaram preocupados, não é todo mundo que tem esclarecimento, né?", disse a presidente da escola, Angelina Basílio. "Me perguntaram se a gente não ia mais poder usar rosa. Mas aqui na Rosas não tem disso, tem um monte de meninos que têm de vestir rosa, o carnavalesco é quem decide", disse.

"Aqui todo mundo pode usar rosa, não importa se é menino ou menina. A gente reforça nossa identidade e nossa tradição com as nossas cores oficiais", ressaltou Angelina Basílio, presidente da Rosas de Ouro, salientando que a decisão não aconteceu por causa da fala da ministra. “Para a gente não é polêmica nem política, não é tomar uma posição. O carnaval paulistano tem uma escola azul e rosa, todo mundo que é do carnaval sabe. Quisemos fazer uma brincadeira.”