CAMINHO DO TÍTULO - 40 ANOS: MAC vencia o bicampeão Corinthians na 2ª rodada

Partida foi realizada no dia 10 de janeiro de 1979, na Rua Javari, em São Paulo

 

A reportagem JM segue com as matérias sobre os 40 anos do título da Copa São Paulo Junior, conquistado pelo Marília Atlético Clube (MAC) em 1979. Neste mesmo dia 10 de janeiro, o Maquinho enfrentou o Corinthians, às 14h, na Rua Javari (campo do Juventus da Mooca), em São Paulo, pela 2ª rodada da 1ª fase e venceu pelo placar de 1 a 0, com gol de pênalti marcado pelo zagueiro Fernando, aos 22 minutos do segundo tempo.

“O pênalti foi sofrido pelo Luís Sílvio. Era para ele ter batido a penalidade, mas se machucou no lance. O Roberto e o Amadeu eram os outros batedores, mas o Fernando me pediu para bater e eu deixei, porque ele também treinava”, comentou o técnico Walter Zaparolli, em entrevista por telefone ao JM.

Naquela época o Corinthians era bicampeão da Copinha (1969 e 1970) e tinha sido vice em outras três oportunidades (1973, 1976 e 1978). O treinador maqueano lembrou que o estádio estava lotado de corintianos e que não conseguiu realizar o aquecimento no gramado. “Quando entramos no campo, a torcida começou a atirar sapatos e bagaço de laranja. Ainda bem que já havíamos feito um pré-aquecimento no ginásio de esportes”, explicou.

Walter Zaparolli se recorda que naquele jogo o Marília poderia ter goleado o Corinthians. “Nós merecíamos ter ganhado de uns 5 a 0, pela quantidade de gols que perdemos. A imprensa toda da capital veio nos entrevistar. Ninguém estava acreditando que um time de desconhecidos pudesse derrotar o Corinthians. Na manchete dos jornais no dia seguinte nós éramos chamados de “Os Forasteiros”, frisou o técnico.

“Foi aquela vitória que nos fez acreditar que podíamos ser campeões”, declarou o atacante Luís Sílvio, em entrevista ao JM em 2009.

Visão da Folha

A Folha de São Paulo relatou assim a vitória do Maquinho sobre o Corinthians: “Na Rua Javari teve de tudo. Muita confusão, violência e uma arbitragem medíocre e insegura que o juiz Tércio Leite chegou até a terminar o primeiro tempo 10 minutos antes do tempo regulamentar. O Marília apesar do futebol muito superior, mostrou-se ainda inseguro, pois poderia ter vencido o Corinthians de muito mais do que 1 a 0 se fosse mais arrojado”.

Na outra partida do ‘Grupo 2’, o Brasília-DF venceu o Atlético-MG por 3 a 1. Com os resultados das duas primeiras rodadas, o MAC estava na liderança com três pontos (na época a vitória valia dois pontos), seguido por Corinthians e Brasília com dois e Atlético-MG com 1. Somente os dois primeiros colocados avançavam para as quartas de final.

A última rodada da 1ª fase da Copinha foi realizada no dia 13 de janeiro. O Marília ganhou do Brasília por 2 a 1 e se classificou em 1º lugar. A reportagem JM irá publicar a matéria deste jogo neste domingo (dia 13).

 

Ficha técnica:

 

Local: Estádio Conde Rodolfo Crespi “Rua Javari”, em São Paulo

Árbitro: Tércio Leite

Gol: Fernando “pen.” 22/2T (Marília)

 

Marília – Luiz Andrade; Fernando, Júlio, Marcos e Deléo; Vieira, Carlos Alberto Borges e Jair; Luís Sílvio, Roberto (Roberto Plazza) e Peri (Marcelo). Técnico: Walter Zaparolli.

 

Corinthians – Edgar; Azanha, Claudemir, Alberto e Chico (Geraldino); Cafu (Lopes), Eli e Rodolfo; Márcio, Ademir e Carlos.