Valeu só pela torcida! MAC perde jogo, liderança e deve ir para Assis

Quase 10 mil pessoas compareceram ontem à tarde, no estádio Bento de Abreu

A presença de quase 10 mil pessoas no estádio Bento de Abreu não foi suficiente ontem, para que o Marília Atlético Clube (MAC) evitasse a derrota para o Cruzeiro-MG e perdesse a liderança do ‘Grupo 3’, na última rodada da 1ª fase da Copa São Paulo Junior. O time mineiro construiu o placar de 2 a 0 com 11 minutos de partida. Apesar da derrota e da perda do 1º lugar, o Maquinho se classificou para a 2ª fase pelo quarto ano consecutivo (todas as edições em Marília).

O adversário na 2ª fase será definido hoje e virá do grupo realizado em Assis. Vocem e Sport-PE já estão classificados com seis pontos cada e nesta quarta-feira, às 16h, jogam apenas para saber quem terminará na liderança. O 1º colocado do grupo, que hoje é o Vocem pelo saldo de gols (4 contra 3), vai enfrentar o Alviceleste, enquanto que o vice-líder joga diante do Cruzeiro.

Mesmo classificado, o Maquinho pode não jogar no Abreuzão nesta 2ª fase. A definição será dada pela Federação Paulista de Futebol (FPF) hoje à noite ou amanhã cedo. O parágrafo 2 do artigo 2 do regulamento, diz que: “Competirá ao DCO (Departamento de Competições) a designação dos mandos de campo da competição, indicando os locais dos jogos de acordo com critérios técnicos, de segurança e/ou de logística”.

O dia do confronto também não está definido, mas pelo regulamento será nesta sexta-feira (dia 11) ou no sábado (12). A classificação do ‘Grupo 3’ terminou assim: Cruzeiro (7 pontos), Marília (6), Linense (4) e Babaçu (0).

O jogo

O Marília jogava pelo empate para garantir a liderança do grupo, mas com 11 minutos de partida o time já perdia por 2 a 0. Após um cruzamento na área, a zaga maqueana afastou mal, a bola foi novamente lançada e encontrou o volante Adriano, que tocou forte na saída do goleiro André (1 a 0). O segundo veio de uma jogada da direita em que o atacante Maurício chutou cruzado de primeira, sem chances para André (2 a 0).

O Maquinho respondeu aos 18 minutos. O lateral Luiz Felipe cruzou pelo alto da direita, o goleiro dividiu com o atacante Wesley e a bola sobrou livre para o artilheiro Lucas Santos chutar para fora. O primeiro tempo terminou sem mais nenhuma grande chance de ambos os lados.

Na etapa final o Cruzeiro só administrou o placar e pouco foi ao ataque. O Marília tinha mais posse de bola e era mais ofensivo, mas ameaçou pouco a meta do goleiro Jonathan Braz. A primeira e única boa chance foi somente aos 36 minutos. Wesley Costa cobrou falta dentro da área, ninguém resvalou e a bola foi na direção do gol, passando muito perto do gol.

 

Ficha Técnica:

 

Local: Estádio Bento de Abreu, em Marília

Árbitro: Paulo Sérgio dos Santos

Cartões amarelos: Gidélson (Marília); Caio e Edu (Cruzeiro)

Gols: Adriano 5/1T e Maurício 11/1T (Cruzeiro)

 

Marília – André; Luiz Felipe (Mauro Silva), Gidelson (Gustavo), Danilo e Maurício; Léo (Lukinha), Matheus Tchê Tchê e Matheus Coruja (João Pedro); Lucão, Wesley (Wesley Costa) e Lucas Santos (Oscar). Técnico: Daniel Sabino.

 

Cruzeiro-MG – Jonathan Braz; Luiz Gustavo, Edu, Jonathan Monteiro e Matheus Pereira; Adriano (Guilherme Liberato), Rômulo e Michel (João Luiz); Maurício (Rafinha Potiguar), Caio (Paulo) e Vinícius Popó (Leonardo). Técnico: Ricardo Resende.