Dise flagra desempregado com drogas na Vila Real

O frentista Gustavo Vilas Boas Januário, de 31 anos, foi preso por policiais civis da Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) acusado do crime de tráfico de entorpecentes na segunda-feira (7) no bairro Vila Real, na zona Sul da cidade. Ele foi flagrado com porções de crack, cocaína e maconha, além de quantia em dinheiro. Segundo o delegado Luís Marcelo Perpétuo Sampaio, investigações

O frentista Gustavo Vilas Boas Januário, de 31 anos, foi preso por policiais civis da Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) acusado do crime de tráfico de entorpecentes na segunda-feira (7) no bairro Vila Real, na zona Sul da cidade. Ele foi flagrado com porções de crack, cocaína e maconha, além de quantia em dinheiro.
Segundo o delegado Luís Marcelo Perpétuo Sampaio, investigações da Polícia Civil identificaram um ponto de comércio de drogas na rua Antônio Vieira Alves.
Policiais civis monitoraram o local e flagraram o acusado comercializando drogas para um usuário. “A campana dos investigadores visualizou o indiciado indo até um terreno baldio, entregando a porção de maconha para o comprador e recebendo o dinheiro”, disse o delegado.
Januário foi abordado na sequência e surpreendido com R$ 20 em dinheiro escondido na cueca. Em varredura no matagal, os investigadores da Dise localizaram 34 pedras de crack, 32 pino de cocaína e 30 trouxinhas de maconha.
O frentista foi indiciado em flagrante pelo crime de tráfico de entorpecentes e recolhido para a penitenciária de Marília. Em caso de condenação, Januário pode pegar uma pena de até 15 anos de prisão em regime fechado.