Procon orienta consumidores para evitar problemas

Adquirir bens através de consórcio exige atenção especial do consumidor, principalmente em relação ao que determina o contrato. O Procon de Marília registrou dezenas de reclamações relacionadas a administradoras de consórcios em 2017 e 2018. Segundo Guilherme Moraes, coordenador do Procon de Marília, os contratos de consórcios representam grande volume de problemas no Procon. Ele explica que exis

Adquirir bens através de consórcio exige atenção especial do consumidor, principalmente em relação ao que determina o contrato. O Procon de Marília registrou dezenas de reclamações relacionadas a administradoras de consórcios em 2017 e 2018.
Segundo Guilherme Moraes, coordenador do Procon de Marília, os contratos de consórcios representam grande volume de problemas no Procon. Ele explica que existem empresas que ofertam contemplação em um período pré-determinado mediante o consumidor realizar alguns pagamentos. “Na realidade, a contemplação do consórcio só consegue ser feita por meio de sorteio ou lance. Qualquer outra promessa o consumidor pode solicitar que seja consignado em contrato”, disse.
O coordenador do Procon orienta que é importante que, antes de assinar os contratos de consórcio, o consumidor se dirija até o Procon para solicitar informações a respeito da empresa. “Existem empresas que atuam de forma desonesta com o consumidor, fazendo com que ele perca o valor que ele deu a título de entrada. Os valores dados a titulo de entrada pelo consumidor só serão retomados, de acordo com o Banco Central, se o consumidor for sorteado ou ate 60 dias apos a ultima cota da assembleia”, disse.
Ele cita como exemplo o caso de um contrato de até 180 meses  em que o consumidor disponibilizou 20 mil reais e esse valor não foi suficiente para contemplar aquela carta.  O consumidor só vai reaver esse valor se ele for sorteado ou ainda até 60 dias após a última assembleia. “O consumidor deve tomar muito cuidado. Estamos à disposição para solucionar qualquer tipo de dúvidas.”
O Procon possui um cadastro de reclamações onde constam as empresas reclamadas em todo Estado, inclusive para que o consumidor faça a pesquisa e veja esse cadastro antes de assinar qualquer contrato. “Sempre questione, não tem almoço grátis. Temos que desconfiar porque existem muitas empresas que não atuam de forma transparente e muitas vezes o consumidor acaba prejudicado”, disse. O site do Procon é www.procon.sp.gov.br. O Procon de Marília fica na avenida das Indústrias, ao lado do Ganha Tempo. Fone (14) 3401.2466.