Maquinho ‘veste azul’ e é o único classificado do Grupo 3 da Copinha

Já classificado para 2ª fase, Marília jogará por empate na última rodada para terminar líder

Após o término da 2ª rodada do ‘Grupo 3’, da Copa São Paulo Junior, o Marília Atlético Clube (MAC) é o único matematicamente classificado para a 2ª fase. A vitória de ontem diante do Babaçu-MA por 2 a 0, no estádio Bento de Abreu, deu até a liderança para o Maquinho (seis pontos), já que o favorito Cruzeiro-MG tropeçou contra o Linense (empatou em 1 a 1) e caiu para a 2ª posição com quatro.

O clube de Lins aparece na 3ª colocação com um ponto e ainda tem chances matemáticas de classificação. O Babaçu é o único eliminado do ‘Grupo 3’. Na próxima terça-feira (dia 8) acontece a última rodada da 1ª fase. Às 14h45 jogam Linense x Babaçu e às 17h, ocorre o duelo entre Marília x Cruzeiro, com transmissão ao vivo do Sportv.

A vitória diante do Babaçu quebrou algumas marcas importantes para o Maquinho na Copinha. Somando a edição passada, o técnico Daniel Sabino igualou o recorde de Walter Zaparolli (campeão de 1979), ficando seis jogos consecutivos sem perder (quatro vitórias e dois empates). Ele também se tornou o treinador que mais vezes comandou o Alviceleste em partidas no Abreuzão (6), deixando Luiz Cruz (5) para trás.

Sabino se tornou o 3º técnico que mais comandou o Marília em Copinhas, com seis partidas, se igualando a Wilson Carrasco (2007/2008) e a Walter Zaparolli (1979). Com a classificação confirmada para a 2ª fase e pelo menos mais dois jogos por fazer, ele chegará a oito jogos e ficará a um de Fernando Guisini Neto (1997/2011/2012). O líder é Luiz Cruz, o “Bira” (2005/2006/2016) com 13.

O jogo

O começo do jogo deu a impressão que viria goleada maqueana pela frente. Aos quatro minutos, o meia Matheus Coruja chutou de muito longe sem marcação, a bola quicou na frente do goleiro Victor e foi para as redes (1 a 0). Aos 14 quase o segundo. Coruja bateu forte pelo meio, o goleiro não segurou, o centroavante Lucas Santos tentou encobrir Victor caído, mas o camisa 1 do Babaçu defendeu com a ponta do pé e mandou para escanteio.

O Marília abusou dos longos lançamentos sem destino e viu o adversário ter mais posse de bola e atacar mais. Aos 37 minutos, mais uma falha de posicionamento da marcação no setor defensivo e o volante Avatar fez um belo lançamento rasteiro, deixando Myckael livre para invadir a grande área. Porém, na finalização o atacante pegou mal e mandou para fora. Aos 39, falta frontal e Felipe encobriu a barreira no chute, mandando na trave.

Na etapa final começou morna, sem grandes chances criadas por ambos os lados. O MAC só conseguiu o segundo gol aos 36 minutos. O atacante Lucão, que havia acabado de entrar, cruzou pelo alto da direita na segunda trave, para o centroavante Lucas Santos subiu mais que a marcação na pequena área e cabeceou firme no canto esquerdo, anotando seu terceiro gol na competição (2 a 0).

 

Ficha Técnica:

 

Local: Estádio Bento de Abreu, em Marília

Árbitro: Alex Leite Palmira

Cartões amarelos: Pedro (Marília); Joseph (Babaçu)

Gols: Matheus Coruja 4/1T e Lucas Santos 36/2T (Marília)

 

Marília – André; Luiz Felipe, Gustavo (Gidelson), Pedro e Maurício; Cristian (Matheus Tchê Tchê), Eduardo (Lukinha) e Matheus Coruja; João Victor (Lucão), Wesley (Wesley Costa) e Lucas Santos. Técnico: Daniel Sabino.

 

Babaçu-MA – Victor; Hélber, Andrey, Léo e Felipe (Rychard); Joseph, Avatar e Myckael (Ronald), Esquerdinha, Gegê (Dillas) e Moreno (Gustavo). Técnico: Eugênio Junior.