Estação Cultural revitalização e ocupa antiga estação ferroviária

O Projeto Estação Cultural revitalizou e urbanizou a antiga estação ferroviária de Marília, em espaço anexo ao Terminal Urbano. O ano começa com biblioteca, wifi aberto, banheiro com acessibilidade, praça de convivência, escritório e uma cozinha comunitária. Entre os planos para 2019 estão as oficinas de artes para crianças e a oferta de refeições noturnas para moradores de rua. O ativista polític

O Projeto Estação Cultural revitalizou e urbanizou a antiga estação ferroviária de Marília, em espaço anexo ao Terminal Urbano. O ano começa com biblioteca, wifi aberto, banheiro com acessibilidade, praça de convivência, escritório e uma cozinha comunitária. Entre os planos para 2019 estão as oficinas de artes para crianças e a oferta de refeições noturnas para moradores de rua.
O ativista político Ademar Aparecido de Jesus, conhecido como Dema, teve a iniciativa de ocupar o espaço, sem uso e em estado de abandono há cerca de 20 anos. Ele se uniu a outros voluntários, conquistou apoiadores e obteve autorização e auxílio municipal, através da Secretaria da Cultura.
O trabalho foi iniciado em janeiro de 2017 e dois anos depois a antiga estação ferroviária, depreciada pelo tempo e falta de uso, está totalmente ocupada e renovada.
“Fomos conquistando parcerias com empresas, entidades sociais, profissionais liberais e passo a passo renovamos o espaço com a finalidade social para a população, visando uma ocupação responsável com foco nas artes”, contou Dema.
Conserto, reforma, pintura, instalação de divisórias e doações de materiais transformaram o espaço através da iniciativa voluntária. A cozinha comunitária está pronta e vai possibilitar a preparação de sopas ou lanches para os moradores de rua. Também será utilizada no preparo de lanches para as crianças inseridas nas oficinas de artes.
“Devemos iniciar as oficinas a partir de fevereiro, incluindo dança, teatro, capoeira e artesanatos”, contou o ativista. A Secretaria da Cultura doou inúmeros livros para a biblioteca, que ficará aberta para a população, assim como o banheiro e a praça. O regime semiaberto da Penitenciária de Marília está respondendo pela limpeza e capinação no local. “Também vamos doar pipoca e algodão-doce para as crianças nos eventos que realizarmos”. Para conhecer mais a respeito do projeto Estação Cultural basta visitar o espaço ou acessar a página Estação Cultural Marília/SP – Oficial no facebook.