Mariliense deve fechar com nova equipe para 2019 na Fórmula 1.600

Eduardo Imamura foi vice-campeão nas duas provas em Londrina, mas foi desclassificado na 2ª

O desempenho realizado na penúltima etapa da Fórmula 1.600 de Automobilismo, realizada no último domingo, em Londrina-PR, abriu a possibilidade do mariliense Eduardo Nobor Barraca Imamura ir para uma das principais equipes em 2019: a ‘ARM Motorsport’. “Recebi o convite para fazer um teste no carro, no dia 20 (quinta-feira), no Autódromo de Interlagos”, comentou.

Em Londrina, o mariliense fez sua estreia na categoria, correu pela equipe ‘F4FRace’ e terminou na 2ª colocação nas duas provas. “Poderia ter sido muito melhor se minha equipe fosse melhor estruturada. Apesar de ter sido vice-campeão nas duas, na última acabei sendo desclassificado e terminei em 4º lugar no geral, porque ao final da corrida meu carro não tinha o peso mínimo exigido (580 quilos). Acabei com 579 kg, pois nas voltas finais perdi meu escapamento, que pesa uns 3 kg e estourou meu radiador. Com isso perdi muita água e peso também, mais uns 4 kg. Esses problemas não deveriam ter acontecido”, desabafou.

Eduardo Imamura acredita que em uma das principais equipes da Fórmula 1.600 possa brigar por título em 2019. “Gostei muito dessa categoria, o estilo. O carro tem mais aderência na pista. Além da ARM Motorsport, outra equipe grande quer conversar comigo. Sei também que em uma equipe grande, terei que ir atrás de mais patrocínios. Pelo menos terei mais estrutura para brigar de igual para igual com todos”, frisou.

A última etapa da Fórmula 1.600 em Interlagos, acontece neste mês, mas o mariliense não deve participar. “As vagas no grid já foram todas preenchidas. Para eu poder disputar precisaria haver alguma desistência e eu conseguir patrocínios. Se não der certo vou correr a última etapa da Fórmula Vee, que também acontece esse mês, em São Paulo”, finalizou.