Marília supera desempenho de 2017 nos Jogos Abertos do Interior

Em São Carlos, cidade terminou na 16ª colocação e mais do dobro de medalhas conquistadas

A 82ª edição dos Jogos Abertos do Interior de São Carlos terminou no último sábado (dia 24) e na classificação geral por cidades, Marília terminou na 16ª colocação, com 83 pontos. O desempenho foi melhor que o ano passado, quando o município acabou na 17ª posição, com 70 pontos. No número de medalhas conquistadas o desempenho aumentou mais que o dobro.

Nos Abertos de 2017, Marília faturou 32 medalhas e nesta edição só o número de medalhas de ouro foi de 33. No total foram 75 pódios (28 de prata e 14 de bronze). “Estamos muito contentes com o desempenho de todos. Nossa pontuação foi um pouco melhor esse ano e apresentamos evolução, sendo que nossa filosofia de apostar nos atletas da casa continua”, explicou o secretário de esportes, Eduardo Nascimento.

Como acontece em todos os anos, a Associação Mariliense de Esportes Inclusivos (Amei) foi a recordista de medalhas para a cidade, com 59 entre atletismo e natação ACD (atleta com deficiência). Foram: 28 de ouro, 21 de prata e 10 de bronze. No esporte convencional, a natação conquistou quatro de prata, já o atletismo levou uma de cada cor. O tênis de mesa ficou com duas de bronze.

Nas lutas, o boxe recebeu uma medalha de ouro, o taekwondo uma de prata e capoeira duas (ouro e bronze). Nos esportes coletivos, destaque para o título do futebol de campo masculino (campeão da 1ª Divisão) e do futsal feminino (campeão da 2ª). O handebol feminino ficou com a medalha de prata.

Jogos Abertos em Marília

Em novembro de 2019, Marília irá receber a edição dos Jogos Abertos. A cidade só foi sede uma vez na história: em 1962. “Além da melhora nas estruturas esportivas para os atletas, a realização desse evento vai servir de motivação para as crianças e os jovens iniciarem no esporte. A edição dos Abertos de São Carlos teve a participação de 15.400 atletas. Esse número é maior que de uma Olimpíada (chegou a 14 mil). O evento é o maior da América Latina”, ressaltou o secretário de esportes.

Eduardo Nascimento ressaltou que 90% do investimento para a realização dos Jogos Abertos em Marília será do Governo do Estado. “A Secretaria Estadual de Esportes fez um aporte de R$ 1.200 milhão em São Carlos e conosco será algo bem parecido. A nossa contrapartida será oferecer a estrutura esportiva e de alojamento. Foi divulgado em São Carlos que o evento injetou R$ 20 milhões na economia local, em bares, restaurantes, comércio e rede hoteleira”, lembrou.

O secretário de esportes disse que a única obra que será feita para os Abertos será a construção de mais duas canchas de bocha. “As demais praças irão passar por algumas reformas e outras serão cedidas através da parceria que temos com os principais clubes da cidade, que dispõem de ótima estrutura, já comprovadas nos Jogos Regionais que sediamos esse ano. Porém, nós queremos melhor ainda mais nossa estrutura e vamos atrás de parceria com o governo estadual e federal, para deixarmos um grande legado para a população”.