MAC luta contra campanha sólida do Santo André em casa para avançar no Sub-11

Maquinho precisa vencer por 3 gols de diferença para avançar ou dois para levar a decisão para os pênaltis

O Marília Atlético Clube (MAC) define hoje seu futuro no Campeonato Paulista Sub-11. Para avançar a semifinal, o time precisará vencer por três gols de diferença o Santo André, no ABC Paulista, pelo jogo de volta das quartas de final. O problema é que a campanha do adversário em casa é quase perfeita. Em oito partidas foram seis vitórias e dois empates (83,3% de aproveitamento), além disso, a equipe não tomou nenhum gol no estádio Bruno José Daniel.

No primeiro jogo das quartas de final, realizado na semana passada, no estádio Bento de Abreu, o Santo André ganhou por 2 a 0 e pode até perder por um gol de diferença para se classificar. Se o Maquinho sair vitorioso por dois gols de diferença, a definição da vaga para a semifinal será nas penalidades máximas. Outro número importante a favor do adversário, é que nas 17 partidas disputadas neste estadual, o time conheceu apenas uma derrota: 3 a 0 para o Santos, fora de casa.

“O Santo André realmente é muito forte. É uma equipe bem treinada e passou da 1ª fase em um grupo com Corinthians e Santos. Mesmo assim acho que podemos surpreender. No primeiro jogo eles jogaram no nosso erro, mas tivemos mais chances e mais posse de bola. Acredito que se conseguirmos fazer um gol cedo, isso pode desestabiliza-los, porque ainda não tomaram gol em casa”, declarou o técnico Guilherme Pereira.

Como visitante, o Marília tem apenas uma derrota em sete partidas (66,6% de aproveitamento), com quatro vitórias e dois empates. Fora de casa o time venceu dois jogos por uma diferença de três ou quatro gols: 3 a 0 no Grêmio Prudente e 4 a 0 no Penapolense.

O time maqueano está definido com seus nove titulares: o goleiro Ryan, os zagueiros Diego Alfieri, Nathan e Augusto; os dois meio-campistas Daniel Eler e Bruno Queiroz; e os atacantes Murulo, Raphael e Gabriel (Giovani).