Vídeo de cachorro sendo maltratado viraliza nas redes sociais e homem é detido

Um vídeo que mostra um cachorro sendo maltratado por dois homens em Gália viralizou nas redes sociais ontem e levou a Polícia Militar Ambiental de Marília a realizar buscar na cidade para localizar os dois homens. Um deles, apontado como co-autor da agressão foi identificado e levado para delegacia. Ele prestou depoimento e foi liberado. O homem que aparece no vídeo atingindo o cachorro com ped

Um vídeo que mostra um cachorro sendo maltratado por dois homens em Gália viralizou nas redes sociais ontem e levou a Polícia Militar Ambiental de Marília a realizar buscar na cidade para localizar os dois homens. Um deles, apontado como co-autor da agressão foi identificado  e levado para delegacia. Ele  prestou depoimento e foi liberado.
O homem que aparece no vídeo atingindo o cachorro com pedradas na cabeça foi identificado pela Polícia mas não foi localizado. No vídeo os dois homens aparecem sentados em um banco da praça Custódio Araújo, onde está localizada a igreja Matriz de São José.
Um dos homens está segurando um cachorro amarrado na coleira e pede ao outro que encontre uma pedra. O outro  pega uma pedra próximo do banco e dá ao homem que começa a bater na cabeça do cachorro. No vídeo é possível ouvir os gritos do cão.
Os policiais militares identificaram o autor da agressão, foram até a residência dele mas ele não estava. O cachorro estava  na casa  mas como a polícia não tinha um mandado não pode entrar no imóvel.
Foi registrado boletim de ocorrência de maus tratos de animal. Conforme o artigo 32 da Lei de Crimes ambientais, praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres ou domésticos é crime com pena de detenção, de três meses a um ano, e multa.