MAC faz os primeiros cortes no elenco para a Copa São Paulo Jr.

Técnico Daniel Sabino (à dir.) dispensou 12 dos 40 jogadores de linha, após uma semana de treinos

A comissão técnica do Marília Atlético Clube (MAC) realizou os primeiros cortes de atletas nesta pré-temporada, para a disputa da Copa São Paulo Junior de 2019 (2 a 25 de janeiro). No fim de semana, 12 dos 40 atletas de linha foram dispensados após uma semana de treino. De acordo com o treinador Daniel Sabino, novas saídas vão acontecer após o jogo-treino desta sexta-feira (dia 12), em Rinópolis, diante de um selecionado local.

“Esse é um processo natural que precisamos fazer, pois temos um limite de atletas para definirmos na competição”, explicou o técnico. No dia 26 de novembro é obrigatório enviar uma lista com 30 nomes para a Federação Paulista de Futebol (FPF). Entre amanhã e a próxima segunda-feira (dia 15) deverão chegar mais 20 jogadores, que também foram inscritos no mês passado e que já tiveram um primeiro contato de avaliação com Sabino. No dia 27 (sábado), haverá um jogo-treino em Ribeirão do Sul, contra o time da casa.

O treinador disse estar bastante satisfeito com o rendimento dos atletas e que espera continuidade no trabalho após a Copinha, com a participação no Campeonato Paulista Sub-20 da 2ª Divisão. “Apenas 12 dos meninos que estão conosco têm somente a edição do ano que vem para disputar. A grande maioria tem mais duas ou três Copinhas pela frente e por isso é importante dar sequência após a competição, mesmo sabendo que o estadual sub-20 da 2ª Divisão não tem tanta visibilidade. O clube evitaria começar do zero novamente, caso quisesse participar da edição de 2020”, frisou.

Novela “sede em Marília”

A novela “Marília sede da Copa São Paulo Jr.” ainda não chegou ao seu final. O presidente maqueano Antônio Carlos Sojinha disse que na semana passada conversou por telefone com o presidente da FPF, Reinaldo Carneiro Bastos e explicou sobre as dificuldades de arcar com os custos de todas as despesas. Segundo o mandatário alviceleste, o dirigente ficou de analisar o pedido de outras cidades e ambos voltariam a conversar, contudo uma data não foi acordada.

Para uma cidade ser sede da Copinha o custo pode chegar até R$ 200 mil, pois a Federação é quem decide em qual fase da competição o município encerrará sua participação na competição. Esse ano mesmo com o Maquinho eliminado na 2ª fase, a cidade recebeu ainda um jogo da etapa seguinte entre Desportiva-PA x Penapolense.

Para ser uma sede a cidade precisa custear as despesas das três agremiações visitantes do grupo, com hospedagem para 75 pessoas (25 de cada delegação) em hotel de no mínimo três estrelas com: cinco refeições diárias (café da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e lanche da noite); transporte para treinos e jogos; lavanderia e campo para treinamento.

Somente como sede o MAC tem a certeza de participação na Copa São Paulo Junior. O clube também pode ser convidado pela FPF e atuar em um grupo em outra cidade, mas as possibilidades são pequenas apesar do Maquinho ter sido campeão em 1979 e em 2019 a competição chegar a sua edição comemorativa de número 50.