MAC ganha liminar e fica isento de taxa da PM em jogos no Abreuzão

Sojinha pediu também a exclusão da dívida ativa com o Governo do Estado, de aproximadamente R$ 300 mil

O juiz Walmir Idalêncio dos Santos Cruz, da Vara da Fazenda Pública, concedeu liminar favorável ao Marília Atlético Clube (MAC), suspendendo o Alviceleste da cobrança da taxa de policiamento nos jogos do profissional, realizados no estádio Bento de Abreu. O pedido por parte da agremiação foi feito há cerca de três meses e a decisão da justiça foi divulgada na última segunda-feira (dia 1).

“Apesar do juiz ainda não ter julgado o mérito, essa liminar já representa uma grande vitória para o Marília, que gastava aproximadamente R$ 5 mil por partida em casa. Vários clubes têm conseguido a isenção desta taxa da Polícia Militar e isso vai representar uma grande economia para nós”, destacou o presidente maqueano, Antônio Carlos Sojinha.

No pedido feito pelo MAC, além da isenção do pagamento da taxa em partidas futuras, está a exclusão da dívida ativa com o Governo do Estado, de aproximadamente R$ 300 mil, referente às taxas não pagas nos últimos cinco anos. “Estamos muito confiantes em conseguir essa anistia das dívidas, após o julgamento do mérito, pois outros clubes também estão conseguindo”, comentou do dirigente.

Copa SP Jr.

Dos quase 60 atletas inscritos para a Copa São Paulo Junior (2 a 25 de janeiro), cinco foram registrados com contrato profissional, mas todos com vínculo até o dia 31 de janeiro. Três deles estavam no futebol baiano. O meia Eduardo, de 19 anos, jogou a Copinha pelo Vitória, que foi eliminado somente pelo São Paulo na 4ª fase. Outro atleta que atuou esse ano no Rubro Negro baiano é o meia Wesley. Do rival Bahia está inscrito o atacante Lucas Mesquita.

Com temporada no Boa Esporte-MG, faz parte do grupo maqueano o meia Luiz Paião, além do volante Pedro Enrick, que defendeu o Atlético Mogi no Paulista da 4ª Divisão.

Paulista Sub-11

O primeiro jogo das quartas de final do Campeonato Paulista Sub-11, entre Maquinho x Santo André, será realizado somente no dia 14 (domingo), às 9h, no estádio Bento de Abreu. O duelo da volta acontecerá no ABC Paulista, no dia 21, no mesmo horário. O adversário tem a 4ª melhor campanha entre os oito remanescentes na competição (72,9% de aproveitamento), enquanto que o Marília tem a 5ª com 71,4%.

A única vantagem do Santo André no confronto será decidir em casa, ou seja, em caso de dois empates a definição da vaga irá para as penalidades máximas. Os outros duelos desta fase quartas de final serão entre: Palmeiras x Comercial, Santos x Corinthians e São Paulo x Audax.