Projeto Ame seu Cérebro faz conferência dia 21

O Projeto Ame seu Cérebro faz uma nova conferência no próximo dia 21. A edição de setembro de 2017 atraiu 250 pessoas e espera-se um público equivalente agora. A entrada será um pacote de fraldas geriátricas. O tema será “Ciência, Música e Poesia, Prevenção e Cuidados nas Demências”. O idealizador do projeto e da conferência é o geriatra Virgílio Moraes Ferreira, que será um dos palestrantes, junt

O Projeto Ame seu Cérebro faz uma nova conferência no próximo dia 21. A edição de setembro de 2017 atraiu 250 pessoas e espera-se um público equivalente agora. A entrada será um pacote de fraldas geriátricas. O tema será “Ciência, Música e Poesia, Prevenção e Cuidados nas Demências”.
O idealizador do projeto e da conferência é o geriatra Virgílio Moraes Ferreira, que será um dos palestrantes, junto com o fisioterapeuta José Ordenes, a psicóloga Ana Gláucia Lima, a neuropsicóloga Maylu Hafner e o otorrinolaringologista Rodrigo Guizardi.
Virgílio salientou que receber informações adequadas ainda é a medida mais importante para lidar com pessoas com Alzheimer. “Ainda que haja medicamentos específicos que podem trazer melhora sintomática, trata-se de uma doença incurável, com uma série de desafios a enfrentar”.
Segundo o médico, o primeiro desafio é a conscientização da família a cerca do momento certo de procurar ajuda, já que muitos pacientes ainda são diagnosticados numa fase avançada. “O diagnóstico precoce e boas orientações com profissionais possibilitam a instituição de medidas que podem desacelerar a evolução da demência, trazendo benefícios não só ao paciente mas à família, que sofre com a sobrecarga, solidão, estresse, depressão, falta de apoio da família, excesso de gastos, entre outros”.
A proposta da conferência, segundo o geriatra, é contribuir para aumentar o conhecimento da população, favorecendo a prevenção e a identificação de sinais suspeitos para o diagnóstico e a intervenção precoces.
O médico destacou ainda que o Mal de Alzheimer ainda não tem cura, mas o bom cuidado, o apoio da família, informações sobre a doença e a estimulação cognitiva podem fazer toda diferença. O evento abrirá espaço ao esclarecimento de dúvidas. E o médico chama a atenção ao preconceito sofrido pelos idosos em vários aspectos, entre eles a infantilização e a intimidade abusiva, mesmo por quem não tem demência.
“A linha entre carinho e desrespeito é muito tênue e é preciso que a população se reeduque. A fragilidade física e cognitiva dos idosos não nos dá o direito de enxergá-los como crianças ou chamá-los, por exemplo, de vozinho, sem ter qualquer intimidade para isso. Todo idoso tem uma biografia, uma história e merece ser tratado com respeito”, ressaltou Virgílio Ferreira.
A Conferência Ame seu Cérebro 2018 será realizada no dia 21 de setembro, às 19 horas, na Casa do Médico, avenida Pedro de Toledo, nº 179. A entrada será um pacote de fraldas geriátricas G ou GG, doada posteriormente a quem precisa.