10ª edição do programa Janela Literária acontece neste sábado na Biblioteca Municipal

Neste sábado (14), das 9h às 17h, acontece na Biblioteca Municipal “João Mesquita Valença” a 10ª edição do Programa Janela Literária, que contará com série de eventos e atividades nos três pisos da biblioteca, além da tradicional Feira de Troca de Livros, que acontecerá no calçadão em frente ao prédio.

Neste sábado (14), das 9h às 17h, acontece na Biblioteca Municipal “João Mesquita Valença” a 10ª edição do Programa Janela Literária, que contará com série de eventos e atividades nos três pisos da biblioteca, além da tradicional Feira de Troca de Livros, que acontecerá no calçadão em frente ao prédio.

Confira a programação completa da 10ª edição do Janela Literária:

Feira de Trocas de Livros - com estandes no calçadão em frente da biblioteca, das 9h às 12h30, quando se poderá trocar um livro por outro livro, ou um livro por dois gibis, ou um brinquedo por um livro. Mais de 500 títulos em ótimo estado de conservação serão disponibilizados para troca.

Ciranda - às 10h, com apresentação do Grupo Pé de Moça.

Piso 1 - das 8h30h às 9h50, 11º Encontro dos Escritores Marilienses.

Piso 2 - das 9h às 13h acontece a Mostra de Livros sobre Desenho (Acervo Biblioteca Municipal); das 10h às 10h20, abertura da exposição de desenhos Da Intenção à Linha, que irá até o dia 10 de agosto, com a participação de Cláudio Dutra, Coletivo Caneco HQ, Fábio Montemor, Giulia Figueiredo, Iara Feltrin, Kaká Camargo e Sérgio Doretto; das 10h30 às 11h30, Contação de Histórias, com Calu Monteiro.

Piso 3 - das 9h às 10h e das 10h30 às 11h30, Oficina de Xadrez, ministrada por Felipe Brene, ex-árbitro auxiliar da Confederação Brasileira de Xadrez; das 14h às 17h, Projeto CriAção - Oficina de RPG, Geek, board games, com Bruno  Fontana.

Clube de Leitura Leia Mulheres - das 15h às 17h, com o livro Quarto de Despejo: Diário de uma Favelada, de Carolina Maria de Jesus, e mediação de Ana Xavier e Raisa Oliveira. O projeto Leia Mulheres surgiu em 2014, quando a escritora Joanna Walsh propôs o projeto #readwomen2014 (#leiamulheres2014), que consistia basicamente em ler mais escritoras. Em 2015, Juliana Gomes convidou as amigas Juliana Leuenroth e Michelle Henriques para transformarem a ideia de Joanna Walsh em algo presencial em livrarias e espaços culturais. Um convite à leitura de obras escritas por mulheres, de clássicas a contemporâneas. Atualmente, são inúmeros grupos espalhados por todo Brasil.

 

Rampa na entrada pela rua

São Luiz aumenta acessibilidade

Localizada na rua São Luiz, 1.295 - esquina com a rua São Carlos, a Biblioteca Municipal “João Mesquita Valença” acaba de ganhar uma rampa de acesso construída pelas secretarias municipais de Obras Públicas e da Cultura na entrada pela rua São Luiz, já que a acessibilidade pela rua São Carlos já existia, inclusive com elevador. O novo acesso recém construído conta ainda com piso tátil interno e externo.

Além das duas bibliotecas Braille - uma na Sampaio Vidal (antigo prédio) e outra no novo espaço com total acessibilidade, a Biblioteca Municipal promove quatro  programas permanentes inclusivos: aulas de Espanhol e de Pintura para PCD, Informática para PCD visual e Braille.

A estrutura física da biblioteca é composta por três pisos. No piso 1 ficam o auditório, o telecentro comunitário e as oficinas artísticas, com saída para a rua São Carlos. O piso 2, com entrada pela rua São Luiz, conta com as seções de jornais e revistas, leitura nacional e internacional, espaço dos escritores marilienses, cantinho histórico, biblioteca braile / audiolivros, biblioteca juvenil, biblioteca infantil, espaço quadrinhos e sala acústica / estudo. No piso 3 (superior) ficam os livros técnicos / didáticos, CDs e DVDs, programa Agenda Cidadã, biblioteca digital, área de conveniência / estudo, diretoria e reserva técnica.