Campanha ajuda família do projeto a ter uma casa

Um grupo de voluntários iniciou uma campanha em prol de uma família atendida pelo projeto Amor de Criança, ambulatório multiprofissional que funciona na Unimar para o atendimento público de crianças especiais com paralisia cerebral ou síndromes. O objetivo é reunir fundos para a construção de uma casa. Os responsáveis pela iniciativa são os voluntários Marcelo Ramos (Chipa) e Pedro Zillo, juntame

Um grupo de voluntários iniciou uma campanha em prol de uma família atendida pelo projeto Amor de Criança, ambulatório multiprofissional que funciona na Unimar para o atendimento público de crianças especiais com paralisia cerebral ou síndromes. O objetivo é reunir fundos para a construção de uma casa.
Os responsáveis pela iniciativa são os voluntários Marcelo Ramos (Chipa) e Pedro Zillo, juntamente com o médico pediatra coordenador do projeto Amor de Criança, Francisco Agostinho. “A família de dona Quitéria, com um filho especial no Amor de Criança, mora de favor em uma casa de madeira muito precária, inclusive com entrada de vento e chuva, na cidade de Salmourão (a 134 quilômetros de Marília). Vamos construir uma casa nova para essa família”, contou Chipa.
A inciativa da campanha surgiu porque a família herdou um terreno também em Salmourão. Porém, não tem meios de erguer uma moradia no local. A doação de materiais de construção não é possível pela inviabilidade do transporte. Por essa razão, a campanha visa levantar fundos. 
“Nossa ideia é acompanhar a obra e verificar o que está sendo necessário para o seu andamento, efetuando a compra em nome do colaborador da campanha, que recebe e paga o boleto, com sua autorização prévia”, explicou o voluntário.
Também é possível fazer depósitos na quantia desejada diretamente para a conta corrente individual 0100059509-6, da Agência 0320 da Caixa Econômica Federal (Banco 104) em nome de Marcelo Rodrigues Rosa Ramos (CPF 22161579886).
Os comprovantes de depósitos podem ser enviados pelo email marcelo@projetoamordecrianca.com.br. E os contatos com os voluntários responsáveis podem ser feitos através dos números 99601-4468 (Marcelo – Chipa) e 99601-0323 (Pedro Zillo).  Uma planilha das doações será feita para organização e transparência da campanha.
Construção já
 pode ser iniciada
A iniciativa não surgiu agora. A família está de posse do terreno há muitos meses e os responsáveis por essa ação conseguiram o projeto da casa gratuitamente com o arquiteto Felipe Alcalde e o engenheiro Johnny Mota. Também angariaram voluntários para o nivelamento do terreno, sendo necessário 50 caminhões de terra, e para o muro de arrimo.
A Prefeitura da cidade também contribuiu, providenciando a ligação de água e energia elétrica. E agora a campanha chega à população para envolvê-la na construção propriamente dita. Na semana passada, o grupo voluntário de Marília retornou a Salmourão e programou o início da obra.