Torcedores de Marília sofrem menos e comemoram vaga do Brasil

Na próxima segunda-feira (dia 1º), Seleção Brasileira enfrenta o México pelas oitavas de final da Copa do Mundo

Depois do empate decepcionante contra a Suíça na estreia e a vitória somente na prorrogação contra a Costa Rica, o torcedor em Marília comemorou ontem o placar de 2 a 0 da Seleção Brasileira contra a Sérvia mais aliviado nesta Copa do Mundo da Rússia. Bares e restaurantes da cidade estavam lotados festejaram muito os gols de Paulinho (no 1º tempo) e do zagueiro Thiago Silva (no 2º). A vitória deu a classificação em 1º lugar ao Brasil, que vai enfrentar o México nas oitavas de final, na próxima segunda-feira (dia 1º), às 11h.

Antes de a bola rolar a torcida estava confiante em uma vitória, mas sem goleada. “Vai ser 2 a 1 para o Brasil, com dois gols de Neymar”, afirmou a professora Valéria Modesto da Silva. Já as amigas Sonia Berbel e Cláudia Tanaka foram ainda mais econômicas nos palpites: vitória por 1 a 0. “Não tem como fazer muito gols, o time não vem jogando bem”, disse Sonia.

Nos primeiros minutos, o objetivo de Neymar e dos seus companheiros era fazer uso da velocidade para continuar a sorrir em Moscou. Foi assim que Gabriel Jesus recebeu lançamento em posição clara de impedimento, avançou pela ponta esquerda e finalizou em cima do goleiro Stojkovic. Na sobra, Neymar completou um chute de Philippe Coutinho para fora.

A Sérvia não era muito criativa com a bola nos pés. Intimidava mais quando tinha a oportunidade de fazer levantamentos na área do Brasil, que só passou a errar menos passes quando esbarrou na bem postada defesa adversária. Aí, restavam os fáceis e inofensivos toques laterais aos zagueiros brasileiros.

Aos 35, a Sérvia não conseguiu evitar o gol brasileiro. Melhor jogador do time de Tite nas duas primeiras partidas do Mundial, Philippe Coutinho acionou aquele que vinha sendo um dos mais criticados. Paulinho recebeu lançamento longo à frente da zaga sérvia e justificou a confiança do seu treinador dos tempos de Corinthians. Encobriu Stojkovic, que deixava o gol, para abrir o placar.

“Foi um primeiro tempo razoável, mas acredito que no segundo será bem melhor. Vai ser 2 a 0 para o Brasil e o segundo gol será do Phillipe Coutinho”, cravou o bancário aposentado Jair Cândido da Silva, que acertou o placar, mas errou o autor do gol. Quem marcou na etapa final para os comandados de Tite foi o zagueiro Thiago Silva, aos 22 minutos. Neymar cobrou escanteio na área e o defensor provou que a Sérvia também é vulnerável pelo alto. Ele cabeceou a bola na rede depois de Miranda se enroscar com a zaga e correu para abraçar o camisa 10 da Seleção Brasileira, com quem tinha se desentendido por um lance de fair play na rodada passada.

O auxiliar de almoxarifado, Raphael Arante, disse que o Brasil fez “um bom jogo”, mas não acredita que a seleção irá conquistar o hexa na Copa do Mundo da Rússia. “Jogando do jeito que está tem grandes chances de não passar das oitavas de final. Tem que melhorar muito para poder chegar à final”, avisou.