Semana de Museus movimenta cultura e turismo no Brasil

A 16ª edição da Semana de Museus, que começou na última segunda-feira (14) e vai até o próximo dia 20 (domingo), conta com 1.130 instituições participantes em todo o Brasil.

A 16ª edição da Semana de Museus, que começou na última segunda-feira (14) e vai até o próximo dia 20 (domingo), conta com 1.130 instituições participantes em todo o Brasil. A temporada cultural é promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) em comemoração ao Dia Internacional de Museus (18 de maio). A edição deste ano, segundo o Ibram, conta com 3.261 eventos cadastrados. São atividades diversas como exposições, visitas mediadas, palestras, ações educativas e exibição de filmes, entre outras programações.

A semana deverá atrair visitantes locais e turistas espalhados por 489 municípios brasileiros. É uma oportunidade de o turista se familiarizar com a história, cultura e demais aspectos da formação de cada local abordados pelos diferentes tipos e propostas de museus. O Sudeste teve o maior número de instituições inscritas, com 466 museus participantes. Seguido das regiões Nordeste (270), Sul (263), Centro-Oeste (77) e Norte (54).

O tema desta edição “Museus hiperconectados: novas abordagens, novos públicos” propõe uma aproximação das instituições com os visitantes, tanto pelo viés tecnológico quanto por outras conexões. No universo da cultura, o museu assume funções diversas e envolventes. O museu sempre abre as portas do conhecimento e enriquece a experiência do visitante. É o atrativo cultural onde o turista vai ao encontro de sensações, ideias e imagens reveladas por objetos e referenciais reunidos em um espaço fascinante, onde se descobre e se aprende, além de ampliar o conhecimento e aprofundar a consciência.

NEGRITUDE MINEIRA

A 16ª Semana de Museus motivou a participação conjunta de 10 instituições mineiras, entre elas, o Museu Regional de São João del-Rei. São 22 eventos, até o próximo dia 26, nas cidades históricas de São João del-Rei e Tiradentes e, todos eles, ligados ao mesmo tema: a presença, resistência e história da cultura afro-brasileira em Minas Gerais.

A parceria “Elos da Liberdade” reúne eventos de arte, cultura e história que buscam mostrar aos visitantes a importância da cultura africana no dia a dia dos mineiros e do Brasil. A programação mineira conta com exposições, seminários, palestras, visitas mediadas aos museus, exibições de filmes, debates, musicais, peças teatrais e um passeio especial de Maria Fumaça com apresentações temáticas em cada um dos vagões.

O Museu Regional de São João del-Rei, aberto à visitação pública desde 1963, apresenta uma exposição de aspectos do cotidiano no comportamento e nos costumes dos séculos XVII ao XX. A história é retratada em móveis, utensílios, meios de transporte, imagens religiosas e pinturas. O museu ocupa a antiga residência do comendador João Antônio da Silva Mourão (1806-1866), importante comerciante da cidade no período final da produção de ouro em Minas Gerais.