Campanha arrecada doações para brechó

A campanha Anjos da Duda arrecada doações para realizar um mega brechó de usados. Tudo que pode ser aproveitado é aceito. O objetivo é custear as viagens da menina, com deficiência visual, a São Paulo, onde ela precisa estar periodicamente para o acompanhamento da sua patologia, a retinopatia da prematuridade. Roupas, brinquedos, eletrodomésticos, eletroeletrônicos, mobílias e utilidades em geral

A campanha Anjos da Duda arrecada doações para realizar um mega brechó de usados. Tudo que pode ser aproveitado é aceito. O objetivo é custear as viagens da menina, com deficiência visual, a São Paulo, onde ela precisa estar periodicamente para o acompanhamento da sua patologia, a retinopatia da prematuridade.

Roupas, brinquedos, eletrodomésticos, eletroeletrônicos, mobílias e utilidades em geral são recebidas pela campanha, que também precisa de parceiros que se disponibilizem a ser ponto de arrecadação. Podem ser empresas, lojas, condomínios, entre outros serviços ou entidades.

“Cada ida para São Paulo nos custa em torno de R$ 1.500,00 e sempre ficamos na dependência da solidariedade de amigos e da população em geral, porque é muito caro para nós”, disse a mãe de Eduarda Lima (Duda), Andréa de Oliveira.

Andréa não trabalha porque, dos três filhos que tem, a primogênita é autista e a caçula teve retinopatia de prematuridade, que a deixou sem visão. “Meu esposo é segurança e também fazemos vários bicos, como carreto, um salgadinho ou bolo para vender, mas o orçamento é apertado para atender as necessidades da Duda, por sua condição.”, contou.

Duda, que completa quatro anos em abril, tem possibilidade de, no futuro, passar por um transplante de retina, mas a lista de espera para o procedimento, que não é feito no Brasil, é grande. E a médica oftalmologista que cuida da criança em Marília solicitou o acompanhamento da especialista em retinopatia de prematuridade de São Paulo, Nilva Moraes Simerian.

Duda estuda na Emei Balão Mágico, na rede municipal, e vai ingressar na escola de Braile, mas o acompanhamento da sua patologia plaspecialista de São Paulo é fundamental para a esperança do transplante futuro. Caso contrário, as más condições dos olhos podem inviabilizar essa alternativa. “Por enquanto nossa filha vê apenas alguns vultos e algumas cores, e diferencia o dia da noite”, contou Andréa.

Quem puder ajudar o brechó com doações ou se tornando um posto de arrecadação deve entrar em contato com a mãe de Duda pelo telefone 99666-9989. Os pais da criança podem buscar as doações no local indicado, assim como levar as caixas para coletas nos endereços informados. 

“Contamos mais uma vezcom a solidariedade da população da nossa cidade, que já tem ajudado a Duda”, pediu Andréa. A data e o local do brechó serão definidos após a primeira etapa de arrecadação das doações.