Vitória da esperança! MAC segue vivo na luta contra o rebaixamento

De meia bicicleta, atacante Thiago Santos marcou um dos gols da vitória no Abreuzão

Enfim, veio a vitória do Marília Atlético Clube (MAC) após quatro derrotas consecutivas no Campeonato Paulista da Série A-3. Ontem à noite, no estádio Bento de Abreu, o time venceu o Rio Branco por 3 a 0, pela 14ª rodada, na estreia do técnico Daniel Sabino. Apesar do placar positivo, o Alviceleste continua na zona do rebaixamento (16º lugar com 14 pontos) – quatro pontos do Grêmio Osasco (primeiro time fora da degola).

O destaque maqueano na partida foi o atacante Thiago Santos, autor de dois gols. O primeiro foi de meia bicicleta. “Não pensei muito, a jogada apareceu e no improviso consegui marcar”. O atacante chegou ao quinto gol na competição, artilheiro do time na competição, sendo que marcou os últimos quatro nas últimas três rodadas.

O técnico Daniel Sabino comemorou a vitória em sua estreia. “Fizemos um bom jogo e fomos merecedores do resultado. A equipe se portou muito bem taticamente, principalmente no campo de defesa”, declarou. Sobre a pontuação para salvar o clube do rebaixamento, restando cinco rodadas, o treinador disse mais 12 pontos. “Precisamos pensar jogo a jogo. Uma matemática certa é mais quatro vitórias, mas vamos pensar passo a passo”.

A próxima partida do Marília será nesta terça-feira, às 15h, contra o EC São Bernardo, no ABC Paulista. O técnico Daniel Sabino terá três desfalques pelo terceiro cartão amarelo: o zagueiro Rafael Fefo, o volante Jonathan Almeida e o meia-atacante Alisson. Já o atacante Adílson, com uma fratura em dois ossos da face, não deve mais jogar a competição. Nesta semana, ele realizará novos exames médicos.

O jogo

O primeiro tempo do Marília não foi magnífico, mas o time fez o suficiente para marcar dois gols, contra uma agremiação que estava na mesma situação na tabela. Aos 29 minutos, o zagueiro Luizão lançou a bola na grande área do meio-campo, a zaga do Rio Branco ‘furou’ e a bola sobrou nos pés do atacante Du Gaia, que teve calma para dominar e tocar rasteiro na saída do goleiro Neto (1 a 0).

Nem deu tempo do visitante se recompor após o gol e veio o segundo maqueano um minuto depois. Lateral Israel cruzou pelo alto da direita, a bola foi na segunda trave para Du Gaia ajeitar de cabeça para Thiago Santos, na risca da pequena área. De costas para o gol, o atacante ergueu a bola a meia altura e finalizou com uma meia bicicleta, sem chances para o goleiro (2 a 0).

Na volta do intervalo aconteceu o terceiro gol maqueano, aos sete minutos. Roubada de bola no meio-campo, Du Gaia lançou para Thiago Santos em profundidade pela esquerda. Ele fez o corte no marcador por dentro e da entrada da área só escolheu o canto para finalizar (3 a 0).

Aos 27 minutos quase veio o quarto o gol. O lateral Bahia arrancou livre pela esquerda e quando chegou a marcação ele cortou para dentro e inverteu o passe na direita para Alisson. O meia-atacante ajeitou e bateu forte de fora da área, mandando a bola na trave.

Aos 32 minutos, o zagueiro Pablo perdeu gol incrível. Du Gaia foi fazendo fila até entrar na grande área, mas na hora da batida parou nas mãos do goleiro, no rebote o atacante rolou de lado para Pablo, livre sem goleiro chutar para o alto. Aos 41, o adversário assustou com Juliano Levak, mandando a bola na trave. 

Ficha técnica: 

Local: Estádio Bento de Abreu, em Marília

Público: 418 pagantes

Renda: R$ 885,00

Árbitro: Rodrigo Gomes Paes Domingues

Cartões amarelos: Alisson, Pablo, Jonathan Almeida e Rafael Fefo (Marília); Willian Carneiro e Marcos Alemão (Rio Branco)

Gols: Du Gaia 29/1T e Thiago Santos 30/1T e 7/2T (Marília) 

Marília – Gilson; Luizão (Pablo), Eduardo Grasson e Rafael Fefo; Israel, Jonathan Almeida, Matheus Alexandre, Alisson (Luan Batoré) e Bahia; Du Gaia e Thiago Santos (Marquinhos). Técnico: Daniel Sabino. 

Rio Branco – Neto; Pablo, Willian Carneiro, Marcos Alemão e Hugo Figueiredo; Cesinha, Bismarque, Danilo Alves (Rafael Sena) e Diego Latorre (Juliano Levak); Frank (Alisson) e Ítallo. Técnico: Willian Sander.