Torcida ‘ovaciona’ bandeira em vitória de virada do MAC

Du Gaia voltou a marcar na vitória sobre a Matonense e é o artilheiro do time com três gols

O gol da virada do Marília Atlético Clube (MAC) sobre a Matonense foi marcado pelo volante Jonathan Almeida, mas quem acabou ‘ovacionado’ pela torcida foi o assistente Marlon Spínola, aos gritos de “bandeira, bandeira..bandeira”. O auxiliar marcou uma falta fora do lance, que o árbitro não viu e que originou o gol da vitória maqueana por 2 a 1, ontem, no estádio Bento de Abreu, pela 7ª rodada do Campeonato Paulista da Série A-3.

Com o resultado, o Alviceleste deixa a zona do rebaixamento (14º lugar com oito pontos) depois de cinco rodadas consecutivas e conquista a primeira vitória no Abreuzão, no reencontro de Ferreira com a torcida, que também conquistou sua 10ª vitória no Bento de Abreu, em 16 partidas no comando (cinco empates e uma derrota).

“Não jogamos bem, oscilamos muito, mas tivemos muita determinação e coragem e o importante foram os três pontos”, declarou Ferreira. “Podemos dizer que agora entramos no campeonato de vez e que contamos com o apoio total de toda a cidade”, destacou o zagueiro Rafael Fefo.

O próximo jogo do Marília é neste sábado, às 16h, contra o Rio Preto, fora de casa.

O jogo

Logo no começo do jogo o time visitante abriu o marcador com vacilo da zaga maqueana. Arthur entrou como quis pela esquerda, chegou até a linha de fundo e cruzou rasteiro para trás, para o atacante Matheus Gomes só empurrar para as redes (1 a 0). O Marília tinha mais posse de bola, mas a transição da defesa para o ataque era lenta e facilmente marcada pela Matonense.

O primeiro chute a gol maqueano foi somente aos 41. Israel cruzou pelo alto da direita, Du Gaia escorou de cabeça e na sobra Galego bateu forte rasteiro, mas o goleiro Paulo não deu rebote. Quando o placar parecia terminar em desvantagem na primeira etapa, veio o gol Alviceleste. Aos 44, o meia Alisson cruzou da direita pelo alto, a zaga adversária não conseguiu afastar de cabeça e a bola sobrou livre na pequena área para Du Gaia. O artilheiro com três gols, ainda teve tempo para dominar e escolher o chute no arremate (1 a 1).

Na volta para o segundo tempo, o Marília retornou melhor e quase conseguiu a virada. Aos 2 minutos, Israel cobrou lateral dentro da área, a zaga afastou de cabeça e no rebote Jaílton cabeceou, para Paulo realizar grande defesa. Aos 5, Alisson foi passando por três marcadores pelo meio, invadiu a área, mas no arremate pegou fraco e o goleiro defendeu.

Aos 32 minutos, Du Gaia cruzou da esquerda, Thiago Santos cabeceou, o goleiro fez grande defesa e no rebote com gol livre, Jonathan Almeida ‘conseguiu’ chutar para fora. Porém, o volante maqueano se redimiu aos 43. O bandeira Marlon Spinola marcou um falta na entrada da área, que o árbitro não viu. Na cobrança, Jonathan bateu forte rasteiro, no canto esquerdo e fez o da virada (2 a 1).

 

Ficha técnica:

 

Local: Estádio Bento de Abreu, em Marília

Público: 1.120 pagantes

Renda: R$ 4.315,00

Árbitro: Cléber Luis Paulino

Cartões amarelos: Zé Roberto, Eduardo Grasson e Jonathan Almeida (Marília); Murilo e Wallace (Matonense)

Gols: Du Gaia 44/1T e Jonathan Almeida 43/2T (Marília); Matheus Gomes 4/1T (Matonense) 

Marília – Gilson; Israel (Paulinho), Zé Roberto, Rafael Fefo e Bahia; Eduardo Grasson, Jaílton, Rafael Branco (Thiago Santos) e Alisson; Galego (Jonathan Almeida) e Du Gaia. Técnico: Luiz Carlos Ferreira. 

 

Matonense – Paulo; Rodrigo, Pedro Henrique, Thiago (Iuri) e Wellington; Murilo, Jougle (Jorge), Arthur e Miquéias (Jordã); Matheus Gomes e Wallace. Técnico: Gláucio Rodrigues.